Voltar para o blog

5 dicas para arrasar na Black Friday com pouco orçamento

A Black Friday 2019 acontece em 29 de novembro e os lojistas já estão trabalhando a todo vapor ― ou, para ficar mais atual, com muita automação e tecnologia ― a fim de deixar tudo preparado para essa data tão importante no calendário do e-commerce. Porém, nessa hora, muitos empreendedores têm dúvidas sobre como aumentar as vendas na Black Friday com pouco orçamento.

Afinal, se o comércio eletrônico brasileiro já é competitivo o ano todo, esses dias acirram ainda mais a concorrência. E aí, é preciso ter uma boa saúde financeira para investir na otimização dos processos e em promoções que chamem a atenção do público, coisa que as gigantes desse segmento fazem muito bem todos os anos.

Mas a boa notícia é que, mesmo com pouco investimento, é possível se destacar na Black Friday e ter ofertas tão competitivas quanto aquelas das grandes marcas. E para ajudar você nessa tarefa, nós elencamos cinco dicas valiosas neste artigo. Confira!

#1 Avalie o desempenho da loja:

Essa é uma dica que vale para qualquer loja em qualquer época do ano, mas ainda mais para quem quer arrasar na Black Friday com pouco orçamento. Isso porque analisar dados sobre o desempenho do e-commerce ajuda a identificar e a solucionar erros, a encontrar oportunidades de melhorias e a gerar vários insights para oferecer um serviço ou produto cada vez melhor.

Em se tratando do planejamento para a Black Friday 2019, você pode avaliar informações sobre essa data nos anos anteriores, caso você já tenha participado dela. Se essa será a sua primeira vez, analise os resultados de outras datas importantes para o comércio eletrônico, como o Dia do Consumidor e o Dia das Crianças, que trazem dados bem atualizados.

A ideia é analisar fatores como o ticket médio, os canais de origem dos pedidos, a taxa de conversão, a taxa de rejeição e até mesmo as avaliações feitas pelos usuários. Se você percebe que um grande número de compradores reclamou sobre a descrição dos produtos, por exemplo, você pode deixar tudo em dia ainda antes do início da Black Friday para aumentar as vendas no período.

O mesmo ocorre com os outros indicadores: se a sua taxa de rejeição está muito alta, é preciso saber as causas desse fenômeno, que podem ser a falta de usabilidade no site, o layout pouco atrativo ou a ausência de CTAs (call-to-action), por exemplo. O fato é que identificando esses problemas é possível corrigi-los antes que a data mais esperada do ano chegue.

É claro que, eventualmente, algumas dessas correções podem acabar gerando um gasto extra. Mas é importante entender que se trata de uma iniciativa para melhorar a operação em definitivo, não só para a Black Friday 2019. E, na verdade, muitos desses problemas podem ser solucionados de forma pouco onerosa, apenas com o aprimoramento de processos internos.

#2 Faça um planejamento para a Black Friday 2019:

Quando se trata de fazer uma Black Friday com pouco orçamento, planejar é essencial! Aliás, contar com um bom planejamento é indispensável e deve ser uma prática constante. Se você fez uma boa previsão do orçamento do seu e-commerce para 2019 no início do ano, por exemplo, é bem provável que nem mesmo tenha problemas para investir agora.

Quando falamos especificamente do planejamento para a Black Friday, isso envolve muitos cuidados. É preciso pensar em todos os processos, da compra de produtos à entrega deles na casa dos clientes, passando pelo atendimento, pelo meio de pagamento, pelo marketing e outras tarefas. Tudo isso é importante para que você não tenha imprevistos e, com isso, prejuízo no final desse período.

Nesse sentido, com os dados sobre os seus produtos mais procurados, vendidos e bem avaliados, dê uma boa checada no seu estoque e verifique a necessidade de comprar mais mercadorias para a Black Friday, com base nas estimativas de venda. Aproveite e confira se há peças encalhadas, que podem ser usadas em promoções e aumentar o faturamento.

Falando em promoções, elas são parte fundamental do planejamento. É necessário entender os seus custos, entre outros aspectos, para que as suas ofertas gerem lucro e não prejuízo. Vender um item promocional com preço abaixo do seu valor de custo, por exemplo, é uma cilada enorme, que precisa ser evitada, pois causa um rombo no orçamento caso as vendas sejam grandes.

Além disso, planeje as ações de marketing, atendimento e logística e busque negociar com os seus fornecedores para conseguir preços melhores considerando esse momento aquecido. Dessa forma, você economiza e pode oferecer descontos mais competitivos, que ajudam a atrair mais clientes e a aumentar as vendas no seu e-commerce.

#3 Antecipe seus recebíveis:

Preocupados em se preparar para a Black Friday com pouco orçamento, muitos lojistas optam pelos empréstimos como forma de incrementar o caixa para a data. O problema é que a burocracia nesse processo é grande, já que as instituições financeiras solicitam vários documentos e precisam avaliar a sua nota de crédito, fazendo com que o dinheiro entre no caixa mais tarde do que o previsto.

Sem contar que os empréstimos podem ter altas taxas de juros, fazendo com que o empreendedor fique em apuros para pagá-las depois da Black Friday e corra um grande risco financeiro. É claro que, ainda assim, essa será a opção de muitos lojistas neste ano. Mas é importante saber que existem outras alternativas vantajosas, e uma delas é a antecipação de recebíveis.

Imagine que você fez várias vendas a prazo no Dia do Consumidor, que totalizam cerca de R$ 30 mil. Esse dinheiro é seu, mas como as transações foram parceladas, vai demorar para você recebê-lo por completo. Ao antecipar recebíveis com uma instituição que ofereça esse serviço, como a Wirecard, você recebe o valor à vista das suas vendas feitas a prazo.

Ou seja, você recebe um recurso que já é seu, sem a necessidade de devolvê-lo posteriormente. Essa operação também tem algumas taxas, mas elas costumam ser menores do que as praticadas pelas instituições financeiras em outras alternativas de crédito. Além disso, as tarifas pelo serviço são cobradas de imediato, sem surpresas para o caixa no futuro.

Em resumo, a antecipação de recebíveis é uma boa opção para quem tem pouco orçamento para se preparar para a Black Friday. Com ela, você adianta um dinheiro que já é seu para organizar todas as operações e não se preocupa tanto em pagar essa conta depois. Entenda melhor como isso funciona no site da Wirecard.

#4 Ofereça mais do que preço:

Os preços baixos são o que motiva os consumidores a comprarem mais na Black Friday. Mas se você não tem como diminuir ainda mais a sua margem de lucro para baixar os valores, pode investir em outros benefícios que ajudem a atrair visitantes para o seu site e a aumentar as vendas. Afinal, tudo o que os clientes querem é sentir que suas compras valeram a pena.

Um grande diferencial, por exemplo, é oferecer frete grátis durante a Black Friday. De acordo com o estudo E-commerce Trends 2018, considerar as taxas de frete muito altas é o motivo que leva 55,6% dos consumidores a não comprarem em lojas online. Isso quer dizer que, sem essa barreira e em uma data tão aquecida para as vendas, as chances de aumentar as vendas são grandes!

Nesse sentido, o frete pode ser grátis para todas as compras ― o que exige uma análise criteriosa do caixa ―, ou acima de um valor ou de uma quantidade específica de peças. Esse tipo de promoção é interessante porque estimula o cliente a comprar ainda mais, compensando, por consequência, os descontos oferecidos no frete.

Brindes exclusivos também são uma boa pedida, assim como cupons de desconto e promoções com prazo de validade, que criam um senso de urgência, fazendo com que os consumidores tenham mais rapidez ao decidirem pela compra. Em alguns casos, também é possível oferecer outras vantagens, como a assinatura de uma newsletter exclusiva ou o recebimento de ofertas em primeira mão.

É claro que tudo isso deve fazer parte do planejamento para a Black Friday 2019, como vimos, a fim de que tudo seja feito com assertividade. Lembre-se sempre de analisar os custos relacionados a todas essas ações e veja se elas realmente valem a pena para o perfil do seu negócio e se cabem no seu orçamento, mesmo que sejam menos onerosas.

#5 Invista em divulgação:

Seja um marketplace reconhecido no mercado, seja um e-commerce com poucos recursos, a receita para ganhar visibilidade durante a Black Friday é a mesma: investir em divulgação. Obviamente, as grandes marcas, que já são conhecidas no mercado, atraem a atenção do público, que aguarda pelas promoções durante esse período.

Mas uma loja online pequena também pode ganhar espaço de destaque se investir em marketing na medida certa. E isso depende de saber quem é a sua persona, conhecer a linguagem utilizada pelos seus clientes em potencial, entender quais são os canais em que eles estão e utilizar tudo isso para desenvolver ações estratégicas.

Para a Black Friday 2019, investir em mídia paga é uma prática importante e que cabe em qualquer orçamento. É claro que, quanto mais recursos você puder destinar para criar anúncios no Google Ads e nas redes sociais, melhor, mas essas plataformas permitem investimentos flexíveis e que têm um bom retorno, já que é possível segmentar as campanhas e acompanhar os resultados delas.

Durante esse período, o envio de e-mails marketing também é uma estratégia eficiente. Fazer ofertas exclusivas, informar os clientes sobre as promoções que estão acontecendo e oferecer produtos que eles possam se interessar são exemplos que não só ajudam a aumentar as vendas como ainda estreitam esse relacionamento entre marca e consumidor.

Além da mídia paga e do e-mail marketing, existem outras ações que podem dar visibilidade ao seu e-commerce. O importante é que você as utilize com assertividade para fazer valer o investimento e que não tenha medo de gastar um pouco mais, se possível, nessas estratégias. Afinal, ter visibilidade somada a um ótimo serviço é o que faz uma pequena loja online poder competir com as demais.

Ter sucesso na Black Friday com pouco orçamento é possível!

Agora que você já sabe como se preparar para a Black Friday com pouco orçamento, é só colocar a mão na massa! Nós esperamos que essas dicas ajudem você a ter sucesso nesse período intenso de vendas e queremos que você nos conte como está sendo essa preparação aqui nos comentários. Se você tiver alguma dúvida, pode compartilhá-la também para que possamos conversar.
E não esqueça que a Wirecard está à disposição para apoiar a sua loja com um meio de pagamento que disponibiliza várias formas de pagamento, checkout transparente, antecipação de recebíveis e muitos outros benefícios. Acesse o nosso site e conheça melhor a nossa solução!

Quer receber mais dicas para seu e-commerce?

Inscreva-se na nossa newsletter e receba uma curadoria de conteúdos exclusiva semanalmente!