Voltar para o blog

Porque a análise de risco manual pode evitar fraudes e ainda aumentar as vendas no e-commerce?

O E-Commerce no Brasil cresce ano após ano e convence cada dia mais empreendedores de que é um bom caminho a se seguir para atingir a sonhada estabilidade financeira trabalhando por conta própria.

Esse caminho, porém, não é tão seguro quanto parece, e um dado que comprova isso é o fechamento de 80% das lojas virtuais com menos de dois anos de funcionamento, infelizmente. Má gestão, falta de investimento, pouca experiência, há inúmeras razões para que esse dado seja tão negativo. Outra delas é o alto número de fraudes e chargebacks recebidos pelos lojistas online.

As fraudes não miram somente os menos experientes. As maiores operações de vendas online são constantemente atacadas por fraudadores. Mais uma vez infelizmente, nossos números beiram o inacreditável. O e-commerce sofre uma fraude a cada 5 segundos no país. Este é o tamanho do problema. E há solução para não ser afetado por essa avalanche de fraudes?

Há sim. Hoje falaremos sobre uma das barreiras mais confiáveis que temos contra os ataques de fraudadores ou mesmo para a recuperação de vendas perdidas, de quebra diremos porque essa solução ainda trará mais faturamento para a sua operação.

A gestão de risco no e-commerce: uma necessidade básica

Dentro do universo de vendas online, onde fraudes e chargebacks (cancelamentos de compra onlines feitas com cartões de crédito depois da aprovação) ocorrem com frequência, estar protegido é uma necessidade básica.

E é por isso que os serviços conhecidos como análise antifraude ou gestão de risco são tão importantes para a saúde das operações de venda online.

Há várias maneiras de se contratar esse serviço de proteção para o seu negócio. Pode-se optar por um time de antifraude dentro da sua própria empresa, por exemplo. Contratar um serviço exclusivo de proteção ou mesmo contratar um pacote de serviços para e-commerce que já inclua a gestão de risco na solução também são opções.

Independente da sua escolha, o que você estará contratando, pelo menos em base, é uma análise automática transação por transação, que cruza os dados dos compradores obtidos no checkout da venda na sua loja e verifica possíveis incoerências além de consultar relatórios e bases onde possíveis fraudadores são identificados. As venda então são interrompidas em qualquer apontamento de fraude.

Alguns lojistas de grande porte optam por assumir esse serviço dentro da própria empresa, embora os custos para instalar esse tipo de operação seja mais alto, a vantagem é a proximidade do time de proteção de fraudes com as demais áreas, o que torna o serviço extremamente personalizado para as necessidades de cada negócio.

Outra opção é contratar o serviço de antifraude de uma empresa especializada, o que pode ser uma boa solução, mas também há de se analisar os custos do serviço no cálculo de gastos do seu negócio.

a terceira opção e a mais viável para muitos dos e-commerces pequenos e grandes são os serviços que oferecem a análise de risco junto de outras soluções que são imprescindíveis para um e-commerce funcionar, como processamento de pagamentos e conciliação financeira, entre outros.

Estes são geralmente conhecidos como Subadquirentes, e caso não saiba a diferença entre um adquirente e subadquirente, já escrevemos sobre isso no nosso blog.

Mas basicamente o serviço de subadquirente oferece um pacote completo de soluções que permite o lojista fazer um só contrato para atuar online com segurança.

A análise automática de risco e o diferencial da análise manual

Apesar da análise automática de risco e da consulta às bases de fraudadores serem processos necessários para a segurança do seu e-commerce e que funcionam muito bem, há um pequeno mas importante porém.

Imagine a seguinte situação: para comprar uma camiseta em sua loja, um rapaz pega o cartão emprestado da sua mãe. Ele preenche o cadastro na sua loja com o nome dele mas insere os dados do cartão com o nome da mãe.

A análise automática vê essa inconsistência e pode cancelar uma compra que não é necessariamente uma fraude. Nesse caso você vai perder uma venda autêntica, o que é péssimo para o negócio.

E é aí que uma segunda etapa pode deixar o processo ainda mais a prova de erros. A análise manual de risco é o momento em que um time de especialistas se encarrega de verificar todas as inconsistências e confirmar vendas que seriam reprovadas somente por dados digitados errados ou por conta de casos como o citado acima.

Aqui na Wirecard, nossa equipe de antifraude especializada em Análise Manual além de evitar fraudes e verificar vendas autênticas, ainda participa do processo de recuperação de chargebacks.

Eles fazem isso contactando diretamente os possíveis fraudadores e os compradores através de e-mails e sms, e partir daí começa uma tentativa de recuperação dos valores contestados junto a administradora do cartão de crédito.

Como a Wirecard defende o seu negócio

Atualmente contamos com uma equipe de análise de risco especializada em detectar e prevenir fraudes em transações online. Um bom time resulta em ótimos resultados e nós temos um pacote completo para você!

Hoje contamos com uma equipe atuando diretamente na redução do falso positivo e na detecção de fraudes em cartões de crédito. Essas são as várias áreas que atuam na análise de risco dentro do nosso time;

  • Prevenção e Detecção – Análise das transações enviadas para revisão manual;
  • Estratégia – Validação das regras e análise de falso positivo;
  • Chargeback – Contestações e Desacordos Comerciais.
  • Possuímos também, uma área focada em prevenir a entrada de site ilegais e Blackout.
  • Credenciamento – Cadastro e análise de documentações;
  • Monitoramento – Performance do Vendedor e movimentações financeiras;
  • Cobrança – Recuperação de Perdas.

É Bastante coisa. Dúvida da necessidade de tudo isso? Basta a gente considerar nossa experiência como consumidor. Você provavelmente também preza pela segurança dos sites onde navega e compra, certo? Por que seria diferente com seus clientes?

Nossos números ajudando a segurança no e-commerce 

Foi realizado um estudo pela Kount (THE STATE OF MANUAL REVIEWS: 2018 REPORT) recentemente, comparando o tempo de análise das transações enviadas para revisão manual e a porcentagem de transações aprovadas automaticamente.

Abaixo consta o estudo, que demonstra que nosso time de Gestão de risco está se destacando no ranking entre as melhores performances do mercado, atingindo 3,6% de revisão manual.

Isso quer dizer que nossa aprovação automática está bastante calibrada, aprovando 96,4% das vendas e que, dos 3,6% de transações que vão para a etapa de análise manual de risco, somente 0,32% termina em Chargeback e não é revertido em compra. O índice Chargeback Net, nos torna referência em aprovação segura.

Taxa de Revisão Manual:

Nossa equipe de Prevenção e Detecção precisa em média de 4 a 6 minutos para a tratativa de uma transação.

A busca por melhorias, a crescente concorrência do mercado e o foco nos clientes nos fizeram oferecer qualidade e tempo, nos tornando uma referência dentro do mercado de solução de pagamento.

Tempo médio de tratativa das transações enviadas para Revisão Manual:

E como conseguimos isso?

Contamos com um sistema próprio de antifraude, regras adequadas para cada ramo de atividade, monitoramento 24hrs e uma equipe atenta em melhorar sua performance, visando a proteção do seu negócio e o aumento de sua conversão.  

Por trás desses números temos uma grande equipe que ama o que faz, atuando na análise de risco com foco, dedicação, compromisso, execução e tem como propósito a entrega de resultados com qualidade.

Segundo nosso Diretor de Gestão de Risco Fidel Beraldi: “Temos como principais diferenciais nossa cultura da empresa e área, autonomia organizada, flexibilidade, competência do time e monitoramento muito de perto da operação. Somos capazes de rapidamente identificar problemas e resolvê-los. Falando de 2018, foi um ano de amadurecimento do time e busca de resultados. Conseguimos fortalecer os pilares de estratégia, processos, analytics e pessoas. Estamos preparados para os desafios que teremos em 2019”.

Caso precise de alguma ajuda para melhores seus processos de gestão de fraude, escreva nos comentários e direcionamos você para nossa equipe!

Referência Biográfica: https://www.kount.com/blog-against-fraud/kount-releases-inaugural-state-of-the-card-not-present-manual-reviews-2018-report