Texto produzido por Leonardo Ramos – Marketing de Performance na Creditas, São Paulo

A adesão ao comércio eletrônico está cada vez mais comum entre os diferentes públicos e não é novidade que o mercado de e-commerces cresce exponencialmente.

De acordo com um estudo realizado pelo Ebit em uma parceria com a Nielsen, o mercado brasileiro de e-commerces cresceu 12,1% somente no primeiro semestre de 2018, deixando claro todo o potencial do comércio eletrônico.

Vale lembrar que esse crescimento não se refere apenas ao volume de vendas e transações online, mas também à disponibilidade de serviços que atendem este segmento.

Sabendo disso, o mercado financeiro desenvolveu inovações tecnológicas que facilitam a gestão financeira do e-commerce, criando-se as fintechs. O termo surgiu da junção entre as palavras em inglês “Financial” e “Technology”, e se refere a empresas que fornecem serviços digitais voltados ao universo financeiro.

Existem diversos tipos dessas empresas, que atuam de maneiras diferentes, como meios de pagamento para lojas virtuais, fintech de empréstimo online, sistemas de gestão financeira, entre outros.

Assine nossa newsletter e junte-se a milhares de empreendedores!

As fintechs e seus diferenciais para o e-commerce

Diferentemente das instituições financeiras tradicionais, as fintechs buscam inovar não somente na tecnologia, mas nos processos, ferramentas e métodos utilizados.

Ou seja, além de criarem um novo espaço no mercado financeiro, essas empresas prezam por oferecer uma boa experiência, agilidade e, até mesmo, condições de pagamento mais favoráveis. E isso impacta diretamente no empreendedor de e-commerce que busca soluções financeiras mais inteligentes para o seu negócio.

As fintechs também crescem em ritmo acelerado no mercado brasileiro, e o sucesso dessas empresas se dá por diversos fatores, como as altas taxas de juros do Brasil, a popularização do fator digital e a entrega de experiências customizadas para seus clientes.

E como dito anteriormente, existem diversos tipos de fintechs no mercado e alguns exemplos de serviços que facilitam o progresso financeiro de um e-commerce são:

Meios de pagamento online: essas plataformas são responsáveis por receber os pagamentos no e-commerce, além de facilitar toda a gestão e controle financeiro da loja online. A Wirecard, por exemplo, é uma fintech deste tipo.

Fintechs de empréstimo: empresas de empréstimo online (como a Creditas, por exemplo) oferecem modalidades de crédito com juros mais baixos. Elas facilitam a captação de recursos para empreendedores que buscam abrir ou investir em seu próprio negócio.

Fintechs de gestão financeira: são plataformas que incluem desde o controle de despesas e fluxo de caixa até como ser eficiente ao utilizar crédito. Elas auxiliam os e-commerces com ferramentas de controle fiscal, folhas de pagamento e contabilidade.

Como você viu, as facilidades oferecidas por essas empresas se tornou o principal diferencial competitivo em relação às instituições financeiras tradicionais.

E este tipo de inovação traz diversas possibilidades aos lojistas que buscam receber pagamentos de maneira segura e assertiva, exercer um melhor controle financeiro de seus negócios ou captar recursos para investir no negócio.

Como sempre, o ideal é que se avalie a disponibilidade de serviços a fim de buscar os mais adequados para a necessidade e realidade atual do negócio.

Facebook Comments