As empresas online estão crescendo muito mais rápido do que as lojas tradicionais. Se você deseja aprender como montar uma loja online, listamos algumas dicas que vão ajudá-lo a construir seu negócio. Se já tem uma empresa e comercializa seus produtos de forma física, você também pode dar alguns passos ampliando as suas vendas com um comércio eletrônico.

Saiba que para criar um e-commerce não precisa de nenhuma licença especial, mas você deverá ter um plano de negócios e formalizar a sua empresa. Assim como uma loja física, você terá obrigações legais e fiscais. Para montar uma loja online, você vai precisar criar o seu website, adquirir um domínio (o endereço) e uma hospedagem.

Além disso, é importante ter algum conhecimento sobre medidas de segurança para proteger o seu site e as informações dos seus clientes, fluxo de mercadorias e a gestão do pagamento onlineE não se esqueça, como proprietário do seu próprio site, dependendo da natureza do seu negócio, você precisará o responsável pela compra e gestão de estoque e comercialização.

Para tirar as duas ideias do papel, vamos mostrar em 8 passos como montar uma loja online. Olha só:

Junte-se a milhares de empreendedores. Assine nossa newsletter!



#1 Formalize a sua empresa:

Antes de entender como montar uma loja online, você precisa escolher uma estrutura jurídica para o seu negócio, como uma empresa de responsabilidade individual ou de responsabilidade limitada. Você poderá optar por uma EIRELI, uma Sociedade Limitada (se tiver sócios) ou ser um Empresário individual. Também há a opção de ser um MEI, se o rendimento bruto mensal não ultrapassar R$ 81 mil anuais.  

Todas as modalidades empresariais permitem o enquadramento como Microempresa (ME) ou Empresa de Pequeno Porte (EPP), desde que se encaixem nos requisitos exigidos pela lei 9.317/1996. Para obtenção do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica –CNPJ, você deverá efetuar o registro na Junta Comercial (ou cartório de títulos), na Receita Federal, além de fazer a inscrição estadual e municipal.

formalizar - e-commerce - ebook

#2 Realize pesquisas de mercado:

Você tem uma ótima ideia para um produto que comercializará na sua loja online, mas ainda não realizou uma pesquisa de mercado? Não negligencie essa importante etapa do seu negócio. Considere uma pesquisa de mercado como um investimento no futuro da sua empresa. Se você tiver que fazer os ajustes necessários para o seu produto ou serviço logo no início, você economizará dinheiro em longo prazo.

Mas o que é exatamente uma pesquisa de mercado? Em síntese, é uma maneira de obter informações para o seu plano de marketing. Uma boa pesquisa de mercado identificará o seu nicho de atuação dentro de um mercado no qual você pretende atuar e ajudará a criar uma identidade para o seu produto ou serviço. A sua pesquisa de mercado deve fornecer informações sobre as últimas tendências do seu setor, as características do consumidor ou público alvo em potencial.

#3 Determine um preço de venda para o seu produto ou serviço:

Na execução de um novo negócio, definir um preço para seu produto pode ser uma das partes mais desafiadoras. Se o preço for muito baixo, o tempo e o esforço que você coloca em sua loja online podem não trazer o retorno almejado. Já se for muito alto, seu negócio poderá ser pouco competitivo.

Para chegar a um preço ideal, você precisa descobrir o quanto os clientes pagam ou quanto que seus concorrentes cobram produtos ou serviços similares. Você poderá equipará-los ou superá-los, mas precisa ter certeza de que todos os seus custos – diretos e indiretos – estarão cobertos.

Para calcular quais são seus custos inclua todas as despesas diretas (gastos  custeados no desenvolvimento do produto ou serviço. Some também seus custos variáveis (para materiais, embalagens e assim por diante); Descubra qual a porcentagem de seus custos fixos (despesas gerais, como aluguel, taxas e salários) que o produto precisa cobrir. Adicione todos esses custos e divida por volume.

Caso você compre produtos prontos para comercializar, seu custo por produto será o valor gasto para adquirir os mesmos. Se você tem algum gasto com transporte, esta despesa também deverá fazer parte do cálculo. Fazer cálculos não é algo muito interessante e nem a parte mais atraente do negócio, mas essa etapa é muito importante para a sustentabilidade da sua empresa.

#4 Planeje a logística do seu e-commerce:

Quando você comercializa produtos, você deverá estudar a logística de entrega para os seus clientes.  Configurar o sistema de varejo online, cadeia de suprimentos, logística e pagamentos, eletrônicos e de dinheiro não é uma tarefa das mais fáceis, pois tudo isso deve ser feito pela própria empresa de comércio eletrônico.

Mas com o aumento do comércio eletrônico, muitas empresas começaram a oferecer serviços como cobrança de pagamentos e logística para revendedores online. Em síntese, você também pode usar mercados online para vender seus produtos sem ter que criar um site de loja online.

Essas empresas intermediárias podem, inclusive, ajudá-lo a começar a vender produtos (ou serviços) enquanto se concentra em seu produto principal. Se você estiver disposto a montar sua loja eletrônica de forma independente, existem serviços online que você pode usar para criar sua própria loja, a partir do pagamento de taxas e outros custos.

Também existem mercados online que permitem as empresas venderem seus produtos utilizando suas plataformas e lojas digitais para a venda de e-books, vídeos e músicas. Mas se você deseja construir seu website e sua marca de forma independente siga os próximos passos.

#5 Escolha e registre um nome de domínio:

Ao criar a sua loja online, você precisará obter um nome de domínio para o seu site para que as pessoas possam encontrá-lo. Todo domínio tem como função principal  indicar o endereço da sua loja e identificar qual o segmento de atuação da sua empresa.

O domínio será nada mais e nada menos que o seu nome de endereço e a sua identidade na web. Por isso, ao escolhê-lo use palavras-chave que descrevam sua empresa e os serviços oferecidos de forma clara. Assegure-se de que o nome selecionado não seja uma marca registrada e não esteja sendo usado por outra empresa.

#6 Crie seu website:

A primeira coisa que você precisa fazer é escolher a plataforma do site para construir seu site. Existem muitas plataformas diferentes, com sistemas de gerenciamento de conteúdo para escolher. Algumas plataformas de e-commerce exigem que você conheça um pouco de HTML ou outros idiomas de codificação, então você precisa estar ciente da sua capacidade de construção de sites.

Construir o seu próprio site de forma funcional e bem estruturado não é um bicho de sete cabeças. Mas se você julga que não tem habilidades e conhecimentos para isso e tiver orçamento para investir, contrate um desenvolvedor de web ou uma empresa com expertise para construir um website profissional.

#7 Não esqueça os Termos e Condições de Venda, Termos de Uso e Privacidade:

Os Termos e Condições de Venda permitem especificar as informações relacionadas aos pedidos, entregas e devolução dos produtos comercializados em sua loja virtual.  É a forma mais segura de garantir confiança na relação estabelecida com o cliente.

Os Termos de Uso permitem organizar a gestão dos dados pessoais dos usuários, além de limitar sua responsabilidade em casos de uso indevido do site.  Já a Política de Privacidade informa aos usuários como suas informações pessoais serão coletadas, armazenadas e compartilhadas.

#8 Configure os meios de pagamento:

Quando você cria uma loja virtual, a escolha do sistema de pagamento é uma peça-chave para o sucesso  do seu empreendimento. As principais formas de pagamento oferecidas pelos e-commerces são: cartão de crédito, cartão de débito, boleto bancário e transferência bancária. No que tange ao cartão de crédito, é importante ficar atento às taxas cobradas pelas operadoras e aos prazos para receber os valores nas compras efetuadas.

Nas transações por cartão de débito recomenda-se prestar atenção às taxas cobradas com os bancos conveniados. Os boletos bancários são considerados práticos e as taxas para emissão são baixas.

E, por fim, e não menos importante, lembre-se que assim que você iniciar as atividades da sua loja online, você precisa lançar suas estratégias para atrair clientes e usar de forma efetiva. Utilize as redes sociais, produza  conteúdo de qualidade e crie a identidade da sua marca, comunicando-se diretamente com seu público.

Caso queira aprender mais como atrair clientes para o seu negócio, baixe gratuitamente o ebook: Marketing Digital para empreendedores de e-commerce:

ebook-marketing-digital-para-empreendedores-de-ecommerce

Facebook Comments