5 dicas para começar a investir em e-commerce de assinaturas

O e-commerce de assinaturas tem ganhado cada vez mais espaço, tornando-se uma boa alternativa tanto para clientes quanto para empreendedores interessados em investir. Conheça melhor esse segmento e confira cinco dicas para começar nesse segmento com o pé direito!

Facilidade nas compras recorrentes, produtos exclusivos e um modo de consumir diferenciado: esses são os pilares do e-commerce de assinaturas, segmento que tem crescido no Brasil e vem chamando a atenção tanto de clientes interessados em uma experiência diferente quanto de empreendedores querendo aproveitar o bom momento desse nicho.

O cenário é realmente positivo: conforme a ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico), em 2014, havia cerca de 300 e-commerces de assinaturas no país, que faturavam R$ 430 milhões por ano. Já em 2018, apenas quatro anos depois, os números saltaram para 800 empresas e faturamento de R$ 1 bilhão anualmente.

E o melhor é que ainda há espaço para crescer se considerarmos os índices de outros mercados. Nos Estados Unidos, por exemplo, esse segmento fatura US$ 10 bilhões ao ano, o que indica que aqui no Brasil é possível aproveitar ainda melhor esse modelo de negócio. Porém, para ter sucesso não basta contar apenas com um bom cenário. É preciso planejar as ações com atenção antes de investir.

Então, para ajudar você que está pensando em abrir um e-commerce de assinaturas ou mesmo fazer um clube de assinaturas para sua loja online já existente nós vamos detalhar como funciona esse tipo de e-commerce e elencar cinco dicas importantes sobre esse nicho promissor. Acompanhe e comece a planejar o seu novo negócio!

O que é e-commerce de assinaturas

As vendas por assinaturas não são, em si, uma novidade. Você deve se lembrar que revistas, jornais e outros produtos são enviados para seus assinantes periodicamente, com praticidade e conforto, há muitos anos. O grande feito do e-commerce de assinaturas é potencializar esse serviço, oferecendo ainda mais facilidade e experiências diferenciadas ao consumidor.

Em geral, o e-commerce de assinaturas tem duas propostas: uma é a das vendas recorrentes, em que os clientes escolhem os produtos que querem receber periodicamente. Em um pet shop online, por exemplo, o usuário pode assinar um plano para receber a mesma ração para gato todos os meses, facilitando a sua rotina. Nesse caso, o produto é escolhido pelo consumidor, sem surpresas.

Já na outra proposta, o benefício é receber um produto exclusivo, desenvolvido especialmente para o clube. É o que ocorre nos e-commerces de assinaturas de livros, vinhos e produtos para bebês, entre outros exemplos. Nesses casos o cliente escolhe um plano com características predefinidas, mas os itens recebidos são sempre uma surpresa, intensificando essa experiência.

A assinatura ocorre de forma simples, prática e segura, como em qualquer e-commerce. O usuário acessa o site, confere os planos disponíveis, escolhe o que mais lhe agrada, faz o pagamento e recebe os produtos em casa. Dessa forma, o consumidor ganha comodidade e tem uma ótima experiência, seja em compras recorrentes, seja na assinatura de planos com curadoria e exclusividade.

Como começar a investir em um e-commerce de assinaturas

Apesar de ter operações semelhantes às de uma loja online tradicional, o e-commerce de assinaturas tem particularidades que exigem cuidados especiais. É justamente sobre elas que vamos falar agora, com dicas sobre como planejar as ações para abrir um negócio nesse segmento. Confira:

#1 Entenda o seu mercado:

A avaliação do mercado é um processo comum antes da abertura de qualquer empresa, o que não é diferente no caso de um e-commerce de assinaturas. Afinal, é importante entender se o produto que você pretende comercializar realmente tem demanda no mercado e, principalmente, se conta com potencial para conquistar consumidores no clube de assinaturas.

Isso porque existem produtos que são bem vendidos em lojas online convencionais, mas não tem o mesmo apelo em um negócio como esse, como itens que são facilmente encontrados ou que não se encaixam em um programa de vendas recorrentes. É importante avaliar também se outros negócios oferecem o mesmo serviço e de que forma fazem isso. Quanto mais exclusiva a sua oferta, melhor!

#2 Saiba quem é a sua persona:

É fundamental saber quem é a persona, ou seja, o cliente ideal do seu e-commerce, para desenvolver produtos e serviços que sejam realmente atraentes para ela. Ainda mais quando se trata dos planos de curadoria, em que o consumidor assina um pacote pré-definido, mas não sabe exatamente quais serão os itens entregues em sua casa.

Nesse caso, é preciso entender bem quais são as necessidades, os hábitos, os gostos e o perfil da sua persona para ter assertividade ao definir os produtos que serão entregues. Isso também acaba sendo útil em outros processos do e-commerce, como a criação de campanhas de marketing, a escolha do meio de pagamento ideal e o atendimento.

#3 Desenvolva mais de um plano de assinatura:

No caso dos planos de curadoria, é importante disponibilizar mais de uma oferta para atrair clientes. Por exemplo, se você quer criar um clube de assinaturas de cervejas, pode oferecer uma opção com uma garrafa de cerveja e um encarte sobre ela e outro kit com a garrafa, o encarte e um item a mais, como um porta copos, um abridor ou outro mimo que seja surpresa a cada entrega.

O ideal é que haja uma opção mais completa, e por isso mais cara, e uma mais em conta. Assim, se o consumidor não quiser investir muito ou preferir experimentar o serviço antes de assinar um plano mais robusto, tem a opção mais barata. Planos com propostas de valor diferentes são bem-vindos também e podem até ser assinados por um mesmo cliente.

#4 Crie uma proposta de valor:

Falando em propostas de valor, são justamente elas que farão com que um cliente deixe de comprar um produto em outra loja para adquirir o seu plano. Uma proposta de valor é aquilo que diferencia a sua oferta da de outros e-commerces e lojas físicas, são os benefícios e diferenciais que uma pessoa terá à disposição ao assinar o seu clube.

O ineditismo, a exclusividade e a curadoria feita por especialistas no assunto são alguns dos exemplos mais comuns de propostas de valor utilizadas no e-commerce de assinaturas. É fundamental destacar esses aspectos nas campanhas de marketing e no atendimento ao consumidor para que ele perceba as vantagens de assinar o clube e passe a fazer parte dele.

#5 Ofereça um bom atendimento:

Para atrair e conquistar clientes, é fundamental oferecer um bom atendimento, o que abrange vários processos. Por exemplo, é importante que o seu site tenha boa usabilidade para que o usuário possa navegar com facilidade entre as páginas. Caso ele tenha dúvidas, um chatbot ou um profissional deve atendê-lo prontamente para que se sinta confiante em finalizar a compra.

O meio de pagamento também é uma escolha estratégica. O ideal é que disponibilize várias formas de pagamento, seja seguro e eficiente e conte com soluções como melhor dia para pagar e cálculo de pró-rata. Por fim, investir em uma embalagem exclusiva é uma ótima pedida e garantir a entrega no prazo combinado é fundamental para promover uma boa experiência ao cliente.

Siga as dicas e aproveite o bom momento do e-commerce de assinaturas 

Com o cenário positivo vivido pelos e-commerces de assinaturas e um bom planejamento de todo o negócio, as chances de fazer sucesso nesse segmento são grandes! Por isso, considere as dicas deste artigo e comece a planejar a sua entrada nesse mercado com eficiência. E lembre-se que a Wirecard está aqui para ajudar você a alavancar resultados com um ótimo meio de pagamento!

Acesse o nosso site e conheça os diferenciais da nossa solução para e-commerce de assinaturas ou deixe seu comentário aqui embaixo para entrarmos em contato. Nossa equipe está à disposição para ajudar a sua empresa a crescer!

Quer receber mais dicas para seu e-commerce?

Inscreva-se na nossa newsletter e receba uma curadoria de conteúdos exclusiva semanalmente!